Viva o Alentejo

0
135

Que me perdoem os meus queridos compatriotas alentejanos mas, as anedotas que os têm como intervenientes continuam a ser as mais requisitadas. Com muita amizade aqui vai um lote engraçado.

Um alentejano vai a Lisboa comprar o seu Mercedes último grito…
À vinda, entra na Auto-Estrada do Alentejo, liga o rádio e ouve:
– Atenção!!! Louco desvairado em sentido contrário na Auto-Estrada do Alentejo!
E diz o Alentejano:
– Bolas! Não é um, é uma porrada dêlis!!!…

#########

Dois alentejanos foram à caça. Um deles, olha para o ar e vê um fazer asa delta.
O outro saca a arma e dispara! O amigo diz:
– Oh compadre, que pássaro era aquele?!
– Nã sei compadre, mas o sacana já largou o homem que levava!!!

#########

Estavam dois alentejanos num café, já bêbados, quando passa uma equipa de futebol de anões.
Então um dos alentejanos vira-se para o outro:
– Oh compadre, quem é que deixou fugir os matraquilhos?

#########

Dizia uma comadre para outra:
– Oh comadre, eu sou extremamente asseada, mudo de roupa interior três vezes por dia.
Diz-lhe então a outra:
– Eu também fui assim até aos dois anos, mas depois nunca mais foi necessário.

#########

Um alentejano está estendido debaixo de uma figueira de barriga para o ar e de boca aberta.
Cai-lhe um figo na boca e ele fica na mesma posição.
– Por que é que não comes o figo? – pergunta-lhe o companheiro.
– Estou à espera que caia outro, para me empurrar este para baixo.

########

Estavam dois alentejanos sentados e diz um para o outro:
– Ei compadre, tem a mão inchada!
Responde o outro:
– Mais vale uma mão inchada do que uma enxada na mão!

########

Estavam dois alentejanos encostados a um chaparro, um deles volta-se para o outro e pergunta:
– Compadre, eu tenho a braguilha aberta?
O outro responde:
– Não, Compadre, não tem.
Responde o primeiro:
– Porra, então faço amanhã!

########

Vai um casal francês de visita ao Alentejo, mas, ao descer do autocarro, a mulher tropeça, cai e o vestido sobe-lhe até à cintura…
Muito resignada, olha para o marido e comenta:
– C’est la vie!!!
O alentejano perto do local, que tinha apreciado toda a cena, replica:
– Se la vi! Se la vi! Vi la toda!

#######

Dois alentejanos:
– Atão, compadre, nã quêra lá ver que hoje de manhã fui dar com dois caracóis no mê quintali!
– Ah sim!? E atão o que é que você fez?
– Ah compadre! Um ainda o apanhei, mas o outro… conseguiu fugir!!

#######

Dois alentejanos, zangados há muito tempo, passam um pelo outro, num caminho.
Um deles leva um bovino à frente.
Diz o outro:
– Atão, vai passear o boi?
O outro, muito admirado:
– Essa agora, compadre? A gente nã se falava há tanto tempo! Mas isto nã é um boi, é uma vaca. O compadre enganou-se.
Resposta do primeiro:
– Ê cá nã falê consigo. Foi com a vaca!

######

Uns lisboetas de viagem ao Alentejo vêem um alentejano junto a uma paragem de autocarro e, tentando entrar no gozo, perguntam:
– Compadres, a que horas chega aqui o autocarro da Rodoviária?
– A gente aqui na chama Rodoviária, é cameneta da carrera!
– Mas compadre, a Rodoviária é a transportadora nacional!…
– Já lhe disse, a gente aqui chama cameneta da carrera!
Já irritado, o lisboeta vira-se e pergunta:
– E como é que chamam aos filhos da puta?
– A gente aqui nã os chama, eles vem cá teri

#######

A jornalista tentava iniciar uma entrevista com um alentejano, que
minuciosamente estudava o firmamento, debaixo do chaparro.
A jornalista: Aquele monte além dá trigo?
O alentejano: Na dá nada…
A jornalista: E dá batata?
O alentejano: Na dá batata, não…
A jornalista: Então, dá centeio?
O alentejano: Na dá nada…
A jornalista: E semeando milho?
O alentejano: ÁÁÁHHHHHHH, semeando já é outra conversa…!!!

#######

E para terminar umas das melhores…

Nã sê quanto leva pelo Manéli

Um lavrador da Amareleja meteu-se no seu jeep foi a um monte vizinho e bateu à porta. Um miúdo, de cerca de 9 anos veio atender.
– “O teu pai está em casa?”, perguntou o lavrador
– “Nã senhôri, Ele foi a Évora”, respondeu o catraio.
E a tua mãe?
– Nã senhôri… também foi a Évora c’o mê pai…
– E o tê irmão Maneli?
– Esse também nã tá… Foi a Évora com o mê pai e com a minha mãe!
O lavrador ficou ali durante alguns minutos, mudando de um pé para o outro e rosnando para si próprio.
“Posso ajudá-lo em alguma coisa?”, perguntou o catraio delicadamente. “Ê sei onde estão as ferramentas do mê pai se quiser alguma emprestada… Ou talvez possa deixar uma mensagem ao mê pai se quiser”
Bem, – disse o lavrador bastante chateado, – realmente queria falar com o tê pai, por causa do tê irmão Maneli ter emprenhado a minha filha Raqueli…”
O puto pensou por um momento…
“Terá de falar com o mê pai acerca disso”, resolveu ele finalmente, “mas se lhe servir de alguma coisa, ê sei que o mê pai cobra 500 êros pelo touro e 50 pelo porco… mas nã sê quanto leva pelo Maneli…

Três lisboetas armados em ricos a tentar gozar com um alentejano…

Calma alentejana

Diz o primeiro lisboeta:
– Eu tenho muito dinheiro… Vou comprar o banco BPI!
Diz o segundo lisboeta:
– Eu sou muito rico… Eu vou comprar a fábrica Fiat Automóveis!
Diz o terceiro lisboeta:
– Eu sou um magnata… Vou comprar todos os supermercados Continente!
E os três ficam esperando o que o alentejano vai dizer.

O alentejano dá uma baforada no cigarrito, cospe a saliva… faz uma pausa… e diz:

– Nã vendo…!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA Vela
Próximo artigoVeneno mata marido