Suíça: Dia de Portugal celebrado em Satigny

0
495

O Terreno de Farncheveaux em Satigny, nos arredores de Genebra, foi o local escolhido para as comemorações que todos os anos elevam bem alto o nome de Portugal nesta comunidade helvética.

A organização ficou a cargo de três associações locais, a Associação Cultural Luso-Suíça Laços, a Associação Cultural de Expressão Portuguesa (ACEP) e o Rancho Folclórico Estrelas de Portugal de Genebra com a colaboração do Consulado Geral de Portugal em Genebra, o Athletisme Viseu Geneve e a Amar, uma associação de motoqueiros portugueses da Suíça.
Apesar do mau tempo que se fez sentir durante a manhã de sábado, a tarde foi soalheira e muitos foram os portugueses que se dirigiram ao terreno de Farncheveaux para conviver e celebrar o dia que é de todos nós. Entre sardinhas, bifanas e entremeadas, cerveja e vinho tinto, havia de tudo para lembrar esta época de Santos Populares tão particular em Portugal. A tarde foi muito animada com as atuações em palco de Bruno Santos com a sua concertina, do Rancho Folclórico da região de Viseu em Genebra, do grupo Eclipse e do Grupo Folclórico Coração do Minho. Enquanto os mais graúdos encontravam no bar, na música e na dança o seu contentamento, os passeios de pónei animavam os mais pequenos. Fernando Monteiro é o proprietário da Manège de Meyrin e está na Suíça há largos anos onde se dedica à criação de cavalos e póneis. Associou-se a esta festa para proporcionar momentos de muita emoção para os mais pequenos. Quem também é habitual presença nestas festa é a banca portuguesa, CGD, Crédito Agrícola, BPI, Millennium bcp, Montepio e Santander Totta aproveitaram a ocasião para estarem próximos dos seus clientes em ambiente descontraído.
No final da tarde, espaço para a cerimónia oficial e receção ao Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva que marcou presença nesta festa, acompanhado pelo Cônsul-Geral de Portugal em Genebra, Miguel de Calheiros Velozo, o Maire de Vernier, Thierry Apothéloz, o Embaixador Pedro Bártolo, Representante Permanente de Portugal junto dos Organismos e Organizações lnternacionais e os Conselheiros das Comunidades Manuel Baião Figueira e José Inácio Sebastião, da Associação Cultural Luso-Suíça Laços e coorganizador do evento.
Depois de um belo momento em que todos os presentes entoaram o Hino de Portugal, a festa continuou pela noite dentro com atuações de grupos de Cante Alentejano, Património Cultural Imaterial da Humanidade desde 2014, seguidos pelo Rancho Folclórico da Casa do Benfica e de uma energética atuação de dança de Kizomba que animou todos os presentes enquanto o sol se escondia por detrás das belas paisagens proporcionadas pela região. Foi então que a chuva intensa se abateu sobre o terreno da festa motivo que não foi suficiente para que parasse e a festa continuou abrigada por debaixo de um telheiro, junto ao bar com a atuação de Cristina Ardisson, a brilhante cantora que animou os convivas pela noite dentro e contagiou a plateia com a sua simpatia e alegria.
No Domingo a festa continuou, mas a manhã foi dedicada ao desporto iniciando com uma sessão de aquecimento ao ritmo da Zumba a que se sucedeu uma Caminhada do Dia de Portugal. Mais de uma centena de participantes percorreram caminhando as belas paisagens desta região levando as cores de Portugal mais longe. No recinto da festa, em palco, atuavam os Accordéons de Carouge a que se seguiu um Show de jovens talentos. A avaliar pela qualidade das atuações vamos ouvir falar muito de alguns dos nomes dos jovens que pisaram o palco neste dia. Depois de almoço o grupo Ilusões conquistou o público com as suas danças para seguidamente dar lugar ao Rancho Folclórico Sons de Portugal. A festa culminou com uma atuação do rancho Folclórico Estrelas de Portugal que encerrou este magnífico evento que promete voltar para o ano.

Fonte: Mundo Português