Português morre em caminhada na Argentina

Corpo decomposto foi encontrado na Patagónia e identificado pelo ADN.

0
23
Nélson Moreira da Silva Direitos Reservados
Nélson Moreira da Silva estava dado como desaparecido desde 14 de junho, depois de ter saído para uma caminhada em El Bolson, na Patagónia, Argentina. No início de julho, um corpo desmembrado foi descoberto, tendo as autoridades argentinas, através de provas de ADN, confirmado agora que se trata mesmo do português.
O corpo foi descoberto a cerca de sete quilómetros do local onde o português – um emigrante residente em França – estava alojado.
Foi um homem, alertado pelo ladrar do seu cão, que se deparou com um crânio, tendo avisado de imediato as autoridades locais.
O terreno nas imediações foi passado a pente fino, tendo sido depois encontradas outras partes do corpo. As autoridades investigam a possibilidade de o desmembramento ter sido causado pelos animais que habitam aquela zona da Patagónia.
A família de Nélson, de 36 anos, exige explicações, mas as autoridades daquele país dizem que não foram encontrados indícios de crime e que se terá tratado de um “acidente”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: CM