JATOS DA PATROUILLE SUISSE SE CHOCAM EM APRESENTAÇÃO

0
454

A prestigiosa Patrouille Suisse sempre foi uma embaixadora popular da Suíça e da sua força aérea. Na quinta-feira, a esquadrilha sofreu o primeiro acidente sério em 52 anos de história, quando dois jatos F-5 colidiram enquanto se exibiam perto de uma base aérea holandesa.
O choque no ar ocorreu perto da cidade de Leeuwarden, cerca de 150 km ao norte de Amsterdã. Um jato caiu em uma lagoa e o piloto conseguiu se ejetar antes do impacto, o outra pousou em segurança com a cauda danificada. A causa do acidente ainda é desconhecida e uma investigação está em andamento. O avião suíço ia participar de um show aéreo neste fim de semana.

Em entrevista à televisão pública suíça, SRF, o comandante da Força Aérea suíça, Aldo Schellenberg, descreveu a Patrouille Suisse como uma “embaixadora para a força aérea suíça aqui e no exterior”. Ele disse que a esquadrilha também ajuda a atrair jovens interessados em uma carreira na aviação.

Três anos atrás, um plano do Ministério da Defesa para cortar as asas da Patrouille Suisse por razões financeiras chegou até a provocar uma polêmica no país.

Em outubro passado um caça F/A-18 da força aérea suíça caiu na França. O piloto conseguiu se ejetar em segurança. A fatalidade mais recente envolvendo a força aérea suíça aconteceu em outubro de 2013, quando um avião de combate colidiu um penhasco em Alpnachstad, no cantão de Obwalden (centro). O piloto e um médico da força aérea morreram na ocasião. Mais tarde, concluiu-se que o acidente havia sido causado por erro do piloto.

Schellenberg rejeitou as acusações de que os três acidentes mais recentes envolvendo os jatos da força aérea suíça são um sinal de que há problemas na organização da frota. Para ele, os acidentes são extremamente raros e não há nenhum problema de segurança na força aérea.

Fonte: Swiss Info