Investigador português recebe prémio inédito

0
80

Pela primeira vez um investigador português foi distinguido com um prémio do Marine Biology Laboratory dos Estados Unidos.

O investigador português João Ramalho-Santos, diretor do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra, foi distinguido pelo Marine Biology Laboratory, em Massachusetts, nos Estados Unidos, pela sua participação, enquanto aluno, no programa Frontiers in Reproduction (FIR).

Em nota enviada às redações lê-se que “a distinção premeia os ex-alunos daquele programa e nunca tinha sido atribuída a um investigador não sediado nos Estados Unidos ou Reino Unido”.

O prémio, que só será entregue em junho do próximo ano, é para João Ramalho-Santos algo que o deixa honrado.

“Trata-se de um prémio que muito me honra, dado o nível científico extremamente elevados dos alunos do FIR e as posições de liderança que ocupam mundialmente”, frisou o investigador.