Investidores asiáticos criam Algarve CF e querem chegar à I Liga

0
213

Na próxima época desportiva, o Algarve vai ter um novo clube de futebol. O Algarve Clube de Futebol, SAD, financiado por investidores ligados ao futebol asiático, quer criar uma equipa profissional, logo a partir do primeiro ano, para chegar o mais rapidamente possível à Primeira Liga.

Para já, há 14 jogadores a treinar à experiência, todos estrangeiros, e há outro que já tem contrato, por quatro anos, Keani Fairbanks, um jovem anglo-canadiano, de 19 anos, que foi notícia na sua terra natal por ter assinado pelo novo clube algarvio.

Marco Guimarães, ex-agente FIFA, é o presidente do novo clube que pretende servir de ponte entre o futebol europeu e o asiático. «Trabalhei 18 anos como agente FIFA na Ásia e há até agora oportunidades limitadas para os jogadores asiáticos no futebol europeu. Decidimos abrir este clube para colocar alguns desses jogadores aqui», adiantou ao Sul Informação.

No entanto, os objetivos desta equipa são mais ambiciosos e passam por levar o Algarve Clube de Futebol à Primeira Liga o mais rapidamente possível, sendo que o primeiro desafio será a II Divisão Distrital. «É esse o objetivo, chegar à Primeira Liga. O futebol português tem muita qualidade, mas o objetivo é investirmos para conseguirmos lá chegar».
O investimento vai ser grande tendo em conta o futebol distrital algarvio na atualidade totalmente amador, uma vez que «o objetivo é fazer uma coisa profissional desde a base». No entanto, surge um problema: «a maioria dos jogadores da equipa tem de ser portuguesa e é difícil atrair os jogadores portugueses para o Campeonato Distrital, por causa dos salários mais baixos».

O recrutamento de atletas também será feito recorrendo a testes «em Portugal inteiro. Mas vamos recrutar jogadores algarvios também, porque somos um clube que quer representar toda a região».

Para já, «temos jogadores a treinar da Ásia, da Austrália, da Inglaterra… os portugueses nos quais estamos interessados ainda estão sob contrato», revelou Marco Guimarães.

transferirFonte: Sul Informação