HÁ MAIS IDOSOS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA FINANCEIRA

0
120

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) recebe, diariamente, mais de dois idosos que vão à procura de ajuda por serem vitimas de violência financeira por parte dos filhos e dos netos. ´Números revelados neste Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas
Durante o ano de 2015, a associação apoiou 977 idosos, o que representa mais 125 do que em 2014. Sendo que a maioria eram vitimas de violência financeira, com os filhos e netos a ficarem com as suas reformas ou economias. Uma situação que segundo a APAV se agravou com a crise. Além disso, há filhos que retiraram os pais dos lares onde residiam para ficarem com o valor da mensalidade para apoiar o rendimento mensal da família.
Os dados da APAV relativos a 2015 mostram que 80,5% destas vítimas são mulheres, com uma média de idade de 75 anos.
Quase 40% das vítimas viviam numa família nuclear com filhos, 58,4% eram casados e 29,5% eram viúvos. A grande maioria (90,1%) era reformada.
Quanto à escolaridade das vítimas, os dados indicam que 33,3% das vítimas tinham o primeiro ciclo do ensino básico, 19,2%, o ensino superior e 13,3% não sabia ler nem escrever.

Fonte: Radio 94 FM