Festa é Festa

0
106

É enviado um neuronio ao cerebro de um homem. Ele chega, entra e nao encontra nada. -(Ha alguem aqui), pergunta baixinho. – HA ALGUEM AQUI? OOOOLAAAA!! – NAO HA NINGUEM, snif, snif… O pobre neuronio encontrava-se sozinho ali. Comecou a ficar muito triste e seguia lamuriando-se: – Eu aqui tao sozinho… snif… snif…para o resto da vida… snif! De repente, ouve um ruido de alguem que se aproximava… Era outro neuronio que, ao ve-lo, pergunta: – Que fazes aqui sozinho? Porque choras? – Porque pensava, que nao havia ninguem e que ia ficar aqui para sempre sem companhia… – Tas maluco? Somos imensos! Estamos e todos la em baixo, na outra cabeca, onde ha uma g’anda festa…Eu so subi para vir buscar gelo!…

COMPARTILHAR
Artigo anteriorModernices…
Próximo artigoEvolução à italiana