Percurso Pedestre Várzea de Calde

O percurso da Ribeira de Várzea é um percurso de pequena rota, com uma extensão de 8,8km, de nível de dificuldade fácil e cujos pontos de interesse são de âmbito paisagístico, patrimonial (histórico / cultural) ambiental e desportivo.

O percurso inicia-se na aldeia de Várzea, freguesia de Calde, Concelho de Viseu, próximo de um conjunto de 86 poldras, que no passado terão permitido o atravessamento do rio para a população de Várzea e de Sanguinhedo de Maças.

Ao longo da Ribeira de Várzea encontram-se diversos moinhos, cujo estado de conservação varia, no entanto todos são dignos de uma visita porque em si encerram uma forma de produção de farinha e feitura do pão para abastecimento da população local.

No local designado por Senhor da Agonia encontramos uma Capelinha com a mesma designação, com a imagem de Cristo e caveira aos pés e, a cerca de 2m, uma “alminha”, consagrando-se assim aquele local.

As eiras tradicionais e os canastros são outro dos pontos de interesse muito visíveisnesta freguesia, mantendo-se em alguns casos o funcionamento original de armazenamento de espigas e outros afins.

Muito próximo de um núcleo de espigueiros, no local designado por Pedra Malhadora existe uma Lagareta com uma grande dimensão que terá servido para a produção de azeite, vinho ou até bagaço.

Um outro ponto de interesse e de paragem obrigatória é o Museu do Linho, tendo sido recuperada para esse efeito uma casa de lavoura tradicional com lagar medieval, forno e adega.

Muito próximo do museu observa-se a Capela de São Francisco, datada do século XVIII, de construção em granito amarelo típico da região, destacando-se um conjunto de pinturas no tecto alusivas à vida de Cristo e de alguns Santos.

Rodeada de uma enorme beleza paisagística, a Barragem de Várzea de Calde, construida no ano de 2001, veio em definitivo favorecer a rega dos campos agrícolas, assim como o abastecimento às aldeias vizinhas.

Consulte aqui o pdf da brochura