Castelo de Lamego

A ocupação humana de Lamego verifica-se desde a pré-história, com crescimento de importância durante o domínio romano da península, seguindo-se os visigodos e a partir do século VIII, foi dominada pelos muçulmanos.

A primitiva fortificação de Lamego pode remontar à época romana, mas o castelo existente quando se iniciou a reconquista cristã da península, faz crer que os árabes, pelo menos, reforçaram as suas defesas. Em 910, as forças da Galiza conquistam o castelo, mas voltaria a cair na mão dos árabes, e só em 1057, Fernando Magno, o consegue conquistar definitivamente. Incluído no Condado Portucalense, por doação a Teresa de Leão, quando casa com D. Henrique de Borgonha, vem ser melhorado no início da independência de Portugal, época em que terá sido construída a Torre de Menagem.

Classificado como Monumento Nacional, o castelo teve diversas intervenções a cargo da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, procedendo-se à eliminação das habitações encostadas às muralhas. Construído sobre uma planta poligonal irregular, destacam-se a Torre de Menagem, a alcáçova e fora dos muros, a antiga cisterna, com teto é abobada sustentada por quatro arcos, uma estrutura bem conservada.