Criador do Facebook já é mais rico do que os fundadores da Google

0
100

Apenas numa sessão de bolsa, na quinta-feira, Zuckerberg viu a fortuna aumentar 1600 milhões de dólares.

Apenas numa sessão da bolsa de Nova Iorque, a desta quinta-feira, o criador do Facebook viu o valor da sua participação na rede social aumentar 1600 milhões de dólares. E, assim, Mark Zuckerberg ultrapassou a fortuna dos dois fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page.

Aos 30 anos, Zuckerberg tem no cofre títulos que valem cerca de 33,3 mil milhões de dólares, algo que o coloca na 16ª posição entre os 100 mais ricos segundo a lista de bilionários da agência Bloomberg, relegando para os 17º e 18º postos os dois responsáveis pela criação do mais poderoso motor de busca da Internet. Já Jeff Bezos, que lidera a Amazon, está a meio da tabela. A forte valorização dos títulos do Facebook, para quase 75 dólares por acção, tem a ver com o facto de a companhia ter apresentado contas que excederam as expectativas dos analistas. O volume de negócios aumentou 61% para 2910 milhões de dólares, 100 milhões acima do que os analistas anteviam. E o lucro líquido praticamente duplicou para 791 milhões de dólares. As acções do Facebook estrearam-se em bolsa há cerca de dois anos, com um valor de 38 dólares. Mas nos meses seguintes, a desconfiança dos investidores em relação à capacidade de a companhia se impor nos dispositivos móveis, fez com os que títulos perdessem metade do seu valor.

À medida que a equipa de Zuckerberg conseguiu afirmar a rede nos dispositivos móveis, o retorno em publicidade disparou e, apenas em um ano, o Facebook passou de uma fatia de 4,1% para 5,8% da facturação mundial de publicidade digital.

“O sucesso da companhia está a crescer ao minuto e não há sinais de que possa abrandar nos próximos tempos”, defende David Kirkpatrick, auto do livro “O efeito Facebook”, citado pela agência Bloomberg. Kirkpatrick não tem dúvidas de que Zuckerberg ainda está a dar os primeiros passos e que vai tornar-se no homem mais rico do mundo.

A lista é encabeçada por Bill Gates, com uma fortuna de 84,7 mil milhões de dólares, seguido pelo mexicano Carlos Slim, com interesses nas telecomunicações, com 78,8 mil milhões de euros.

Por Jose Manuel Rocha in Publico.pt