Aprende a cultivar Aloé Vera em casa

0
41

A aloé vera é uma planta suculenta, também conhecida por babosa, que não precisa de grandes cuidados por ser nativa de ambientes hostis, com solo pobre e seco. Ela dá-se bem com bem com calor e muito sol, e mesmo tendo uma polpa aquosa, não necessita de muita água.

Em seguida, deixamos os benefícios e utilidades da aloé vera:

  • A sua polpa é amplamente usada pela indústria cosmética e farmacêutica;
  • Ajuda a acalmar e cicatrizar queimaduras;
  • Pode ser usada como hidratante da pele e do cabelo;
  • Possui propriedades antibacterianas poderosas.

Atenção, não deves ingerir a polpa desta planta, pois pode ser prejudicial. São conhecidas mais de 200 espécies de babosa, no entanto apenas quatro delas são recomendadas para uso humano. Entre elas, as mais usadas são a Aloe Arboresis e a Aloe Barbadensis.

Com mais de 150 princípios ativos, 12 vitaminas e 18 aminoácidos, e com benefícios para a saúde que ainda continuam a ser descobertos diariamente por investigadores de todo o mundo, esta planta começou a ser estudada já na Antiguidade.

A aloe vera é uma planta natural da África, e por isso adapta-se melhor a climas quentes e secos, com muito sol. Mas mesmo assim, é possível cultivá-la dentro de casa. Deves plantá-la num vaso grande, de barro ou plástico, pois as folhas crescem bastante, e o principal cuidado que tens de ter é evitar que ela sofra em ambientes muito frios.

A terra usada pode ser a que se encontra à venda em lojas de jardinagem. Não deves procurar sementes desta planta, pois tudo o que vais precisar é arranjar uma folha com raiz, por exemplo pedindo a alguém que conheças que tenha uma planta destas em casa, e plantar no vaso para obter uma nova. Caso não conheças ninguém, procura na internet pois há sempre quem tenha e queira vender na tua zona.

Outra vantagem desta planta é que podes colher o seu gel a qualquer altura do ano, porque as suas folhas permanecem imutáveis durante as quatro estações.

Deves apenas regá-la uma ou duas vezes por mês, dado que se trata de uma planta que não precisa de quase água nenhuma. Deves fazê-lo de manhã, antes das 10 horas, ou ao final da tarde, depois das 16 horas, quando o sol já não está tão forte.

O gel desta planta pode ser aproveitado para imensas receitas, principalmente com fins terapêuticos e estéticos, por isso mãos à obra!