Acredita? José Sócrates à venda na internet

0
120

lguém colocou o primeiro-ministro de Portugal num popular site de leilões e pede por ele 75 mil milhões de euros. Num popular site de leilões, qual não é a surpresa ao encontrar, nada menos do que o primeiro-ministro, José Sócrates, à venda. O valor, 75 mil milhões de euros, o mesmo que a União Europeia considera adequado para «resgatar» Portugal. O anúncio foi colocado esta terça-feira e termina daqui a 13 dias, por isso, quem estiver interessado tem de despachar-se. Isto é, se o preço não o dissuadir. Já a «qualidade» do «item» à venda é amplamente elogiada pela vendedora: «Boa aparência, com guarda-fatos e teleponto incluído. Excelente marketeer, até garantir a venda de gelo no Pólo Norte ou areia na praia. Desenrascado, persistente e com boa imagem do lado esquerdo e lado direito. Licenciado com distinção num Domingo e boa capacidade para idiomas como o Castelhano e Inglês (apenas compreensão e leitura). Boa rede de contactos com políticos de vários países e extraordinária rede de contactos de amigos em Portugal. Muitos amigos. Aliás, amigos assim não se encontram em muitos países». E quem quiser saber mais, pode consultar «a biografia completa aqui: http://www.parlamento.pt/DeputadoGP/Paginas/Biografia.aspx?BID=285». Mas então o que leva alguém a vender algo/alguém de tão comprovada qualidade? A vendedora, que diz ser do Porto, explica: «Liquidação do país (alternativa a empréstimo do FMI)». Quem adquirir o primeiro-ministro pode pagar por transferência bancária, com portes de entrega gratuitos. Apesar das qualidades anunciadas de José Sócrates, ao fim de algumas horas em leilão, ainda ninguém o licitou. Serão efeitos da crise?